E Bagdad aqui tão perto…

Bem, é com algum pesar que regresso a estas lides bloguísticas, uma vez que o motivo que me leva a escrever mais umas singelas cornucópias de frases sem nexo é um atentado, meus senhores, um atentado. E não apenas meu à Língua Portuguesa, como faço corriqueiramente e não considero digno de nota, de tão banal.
Neste fim-de-semana fatídico, um senhor (empresário da noite), proprietário de vários espaços de entretenimento (adulto e não só) foi a última vítima de uma moda que já grassa há alguns anitos no país do "nuestros hermanos" – a do "?Porque no te callas?!". Se lá temos a sempre solícita ETA a demonstrar aos empresários menos esclarecidos o valor do silêncio, por cá ainda não tínhamos de facto um precedente ou, por assim dizer, um percursor de tendência.
Na madrugada de Domingo, dia 2 de Dezembro, perto do estabelecimento de strip-tease "O Avião", a 500 metros do Aeroporto de Lisboa, uma bomba colocada por debaixo do banco do condutor do Mercedes-Benz Classe C (dos antigos, o que é estranho, dado o rendimento presumível do indivíduo) foi detonada, calcula a PSP, por meio de rádio-frequência ou telemóvel, matando o dito empresário, mas deixando incólumes as duas acompanhantes. 
Esta notícia choca por mais do que uma razão.
Primeiro, porque aqui em Portugal começámos timidamente a imitar os espanhóis – lá quando a ETA se manifesta primeiro avisa e depois mesmo assim manda umas centenas largas de tipos para o Hospital, e não apenas o visado como cá (amadores!!!) – segundo, porque o indivíduo em causa já tinha sido alvo de uma tentativa de homicídio em 2005 quando, segundo creio, lhe despejaram um clip de calibre 45 na pele e o senhor sobreviveu (só por isso já devia ter ficado em casa e ter-se deixado destas coisas da noite… que aquilo no Porto anda complicadote…) e terceiro porque (pasme-se) o indivíduo ia testemunhar num polémico processo de empresários do sector, o Caso Passerelle – (e mesmo assim saía de casa todos os dias sem um Papa-Mobile e o mesmo número de seguranças do Casal Beckham!!!).
Enfim, fora de brincadeiras, ouvi Rui Rio manifestar-se ferozmente contra a crescente onda de violência e insegurança na noite do Porto (e note-se que este incidente teve lugar em Lisboa mas…. Aha!!! Na Av. Cidade do Porto!! Uma ligação ténue mas sólida!), e dizia o autarca que a polícia não anda a trabalhar em condições, que devia fazer mais, prender uns tipos, que é inadmissível o actual estado de medo que se vive e blá-blá-blá, e tal…
Mas brincamos? O senhor estará parvo? Então, por um lado, a polícia é desacreditada diariamente (com elementos que assaltam bancos e traficam drogas e coisas piores), desapoiada completamente pelo M.A.I. e pelo poder político em geral, pagam tudo desde as balas que disparam até às fardas, se tiverem a infeliz ideia de perseguir um suspeito arriscam-se a ser processados (ou mortos, mas possivelmente processado doi mais), se são brutos são umas bestas, se são meigos são uns boiolinhas… Mas então que raio, Sr. Rui Rio, "e o burro sou eu? o ruim sou eu?" – não se pode querer tudo – dêem-lhes meios, acreditem neles e estou certo que eles chegarão aos culpados.
Entretanto, não se leia aqui uma apoio incondicional às nossas forças de segurança que, infelizmente, encontram no seu seio elementos que, diariamente, denigrem a boa imagem que todos os outros se esforçam por transmitir. Mas isto já é um amargo de boca meu, que tive o azar de dois representantes garbosos da PSP embirrarem com um puto de Mercedes, que era assunto para muita tinta… E hoje não me apetece falar nisso.
Fiquem bem.
Ah, e se tiverem tempo, ou mesmo que não tenham arranjem, consultem um blog absolutamente fenomenal (para quem gosta de jantaradas e vídeos gravados em telemóveis de meia geração por pessoas alcoolizadas Sorriso), que é do meu amigo e vidente Festeiro(ele vê coisas, mas não sabe bem o que são), Prof. Zoramba, em Blog do Outro Mundo.
Vejam que realmente, até para mim que sou um homem vivido, nunca tinha visto toda a temática complexa do mundo além do nosso trabalhada de forma tão abrangente e, simultaneamente, concisa. Um abraço, Jorge!!
Anúncios
Esta entrada foi publicada em Não categorizado. ligação permanente.

2 respostas a E Bagdad aqui tão perto…

  1. Zorze diz:

    Muito bem, muito bem. Gostei.
    Começando temos que dividir este artigo em três partes.
    Primeiro a questão das bombas. Realmente isto está perigoso. Mas são casos isolados, que dão uma espécie de sensação de insegurança. Temos que ser realistas isto são acertos de contas entre empresários que buscam ou roubam clientes de uns dos outros. É a concorrência empresarial, ou melhor, é o capitalismo puro. Nesta área de negócio não existem reguladores de concorrência e então tem que ser assim. Talvez este excelente governo poderia criar uma Alta Autoridade Para Bares de Alterne e afins. A colagem à ETA para mim não tem grande sentido. São coisas completamente distintas. Uma coisa são lutas entre uma espécie de Gente da Noite e outra é uma guerrilha separatista com fins politicos. Entram as duas no campo do banditismo.
    A segunda parte sobre Rui Rio e a Policía, concordo plenamente. Meu amigo há bons e maus médicos, advogados, professores, colocadores de anúncios (profissão integrante na base de dados de um Banco) é assim e será sempre.
    Para finalizar a terceira e melhor parte. As outras duas não interessam para nada. Bombas, Rui Rio, quê (à caboverdiano) ?
    No momento em que comento este artigo já li os dois comentários do autor do Blogue na minha singela página extrafísica que foram muito agradáveis, muitos agradáveis (tem que ser dito à Socrates).
    Muito bom o prof. Zoramba que vem na mesma linha do Pitweiller ou do Rotbull. Quanto ao telefone de meia geração – meia com mais uma meia e já não somos pés descalços – os nossos ordenados milionários não chegam para tanto. Pode ser que para o ano nos atribuam Jaguares para as deslocações e PPR\’s de €200.000, não é nada de mais.
    A parte dos alcoolizados, é simples. Tem que havir um gatilho (o melhor e que menos prejudica a saúde) indutor da descoicidência fisíca, esta parte é muito complexa. Quanto ao ver ou sentir coisas de dimensões mais subtis é verdade. Ainda não sei bem o que são, é sinal que tenho (e o autor do Blogue também) de desenvolver mais este campo.

  2. susana diz:

    Amiguinho ,gostei que tivesses voltado á tua escrita sempre com assuntos interessantes.
    Pois é como diz aqui este teu amigo,essas coisas que se passam na noite,que por si só já é um bocado insegura em certas zonas,e que se passam com empresários da noite como os casos do Porto e como este que referes aqui,são mesmo ajustes de contas ,coisas em que se metem e não devem,questões ás vezes de drogas ou de mulheres,e os seguranças como já se ouviu falar mesmo os que estão em Lisboa,não passam alguns por ser membros de gangs disfarçados de seguranças,que só lá estão para armar ainda mais confusão.Quanto á ETA ,bem isso já é outra coisa diferente nada tem a ver com casos da noite,com essas guerras da noite,são forças terroristas,como há também noutros paises e não só em Espanha.
    Como diz o Rui Rio ,tem que se meter mais policiamento nas ruas do Porto á noite,mas como dizes bem,pagam pouco aos policias ,eles é que tem que pagar as fardas e todo o material,só que por vezes também não fazem o trabalho deles bem feito e deviam, preferem muito mais passar multas que sempre entra dinheiro para os bolsos ou a chatear putos que andam a conduzir, do que andarem a apanhar criminosos,desses fogem eles ás vezes a sete pés com medo,por isso ás vezes pode acontecer alguma coisa debaixo do nariz deles que não dão por nada alguns ,vê-se até certas terras que mesmo que sejam calmas pode sempre acontecer alguma coisa e não se vê um policia na rua.
    Bem deixemos isso agora ,então o teu amigo vê coisas e será que não te dá ou a mim já agora,os números correctos do Euromilhões ,dava cá um jeito lollol.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s